ABGC participa dos COLÓQUIOS SOBRE GESTÃO CULTURAL – 2017 do Laboratório de Ações Culturais-UFF

A Associação Brasileira de Gestão Cultural será representada no evento promovido pelo LABAC – UFF (Laboratório de Ações Culturais-UFF) – os COLÓQUIOS SOBRE GESTÃO CULTURAL – edição 2017, na pessoa da Presidente da ABGC Kátia de Marco. 
Coordenado pelo Professor Dr. Luiz Augusto Rodrigues o encontro abrange uma série de conversas sobre processos de gestão cultural e territorialidades.
O tema abordado nesta ocasião será “Perspectivas e possibilidades da gestão:instituições públicas – limites e potencialidades” , e contará com a experiência de Katia de Marco, que além de Presidente da ABGC, Coordenadora Acadêmica do PECS/UCAM , poderá dividir suas práticas e desafios em estar a frente de tão importante instituição , como Diretora do Museu Antônio Parreiras –SEC/RJ.

Data:  01 de junho

Horários:   9:30h às 13h

Local: Sala Interartes do Instituto de Arte e Comunicação Social – IACS – UFF, situado à rua Lara Vilela, 126, São Domingos.Niterói.

Avaliação e gestão cultural: perspectivas e expectativas

A mesa-redonda “Avaliação e gestão cultural: perspectivas e expectativas” integra a programação da Semana de Avaliação na América Latina e Caribe de 2017, realização do CLEAR-LA (Centro para el Aprendizaje en Evaluación y Resultados de América Latina y el Caribe) e faz parte da programação dos Encontros com a Cultura da ABGC/UCAM, uma parceria com a Associação Brasileira de Gestão Cultural (ABGC) e o Programa de Estudos Culturais e Sociais da Universidade Cândido Mendes (PECS/UCAM)

Público: Gestores e produtores culturais, profissionais que trabalhem com avaliação e se interessem por atuar na área cultural.

Conheça os convidados:

Daniele Dantas é doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação do IBICT/ECO/UFRJ com projeto de pesquisa sobre ativos intangíveis e valor em cultura. Mestre em Estudos Populacionais e Pesquisas Sociais (ENCE/IBGE) e bacharel em Produção Cultural (UFF), está concluindo especialização em Estatística Aplicada. Trabalha com construção de indicadores, aplicação de métodos quantitativos e processos de análise de dados para a gestão cultural. Patricia Zendron Patricia Zendron é gerente setorial do Departamento de Economia da Cultura do BNDES, departamento criado em 2006 para desenvolver instrumentos financeiros para os setores ligados à cultura, (especialmente audiovisual, editorial e games) e pelo programa de apoio ao patrimônio cultural brasileiro, incluindo o desenvolvimento de novos modelos de sustentabilidade financeira das instituições culturais brasileiras. Economista, com doutorado pela UFRJ, ingressou no BNDES por concurso em 2002.

 Paulo de Jannuzzi é professor do Programa de Pós-Graduação em População, Território e Estatísticas Públicas da Escola Nacional de Ciências Estatísticas (ENCE) do IBGE e professor colaborador da Escola Nacional de Administração Pública (ENAP). Foi Secretário de Avaliação e Gestão de Informação (SAGI) do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome de março de 2011 a maio de 2016, Analista Socioeconômico e Assessor Técnico da Fundação Seade (1994 a 2010) e Professor, Coordenador de Pesquisa e Extensão e Coordenador de Curso de Especialização em Gestão Pública da PUC-Campinas (1992 a 2010). Graduou-se em Matemática Aplicada e Computacional pela Unicamp em 1985, concluiu o Mestrado em Administração Pública pela Eaesp/FGV em 1994, o Doutorado em Demografia pela Universidade Estadual de Campinas em 1998 e desenvolveu projeto de pesquisa de Pós-doutoramento em Estatísticas Públicas na ENCE em 2001. Atua no campo interdisciplinar entre a Demografia e Políticas Públicas, lecionando disciplinas, desenvolvendo projetos, orientando alunos e publicando trabalhos em Estatísticas Públicas, Monitoramento e Avaliação de Programas Sociais.

Thiago Engels é Bailarino, Sociólogo e Gestor público. Bacharel em Sociologia com ênfase em Política e Produção Cultural pela UCAM, participou da extensão em Marcos Jurídicos de la Cooperación Cultural Iberoamericana na Universidad Rey Juan Carlos como parte do Programa de Profesionales Iberoamericanos en el Sector Cultural realizado pelo Ministério da Cultura da Espanha, na cidade de Madrid e, atualmente, cursa especialização em Políticas Públicas no Instituto de Economia/UFRJ e extensão EAD em Direitos Humanos pela FGV. Está na Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro desde 2009 atuando, dentre outras atividades, na formulação e execução das políticas de fomento direto da Secretaria para segmentos específicos, tais como: agentes culturais comunitários, indígenas, expressões afro centradas, juventudes, entre outros. Hoje, como Coordenador de Cultura, Cidadania e Juventude, membro da Comissão de Avaliação de Projetos candidatos ao Incentivo Fiscal do Estado (Lei do ICMS) e componente do Conselho Estadual de Assistência Social desenvolve uma metodologia de acompanhamento e avaliação para o Programa Favela Criativa.

Dia: 6 de junho

Horário: 17h30

Local: Universidade Cândido Mendes | Sala Josué de Castro Endereço: Rua da Assembleia, nº 10, sala 507 – Centro – Rio de Janeiro

Entrada gratuita

Inscrição: https://goo.gl/forms/thbTErQ0KsG3LdMJ3