Curso de Extensão Comunicação e Marketing em Museus dia 7/11!

[vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/1″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]07, 14, 23 e 28 de Novembro e 5 de Dezembro |  18:30 h.
Profa. Dra. Rosane Carvalho

*Dia 5 de Dezembro – Palestrante visitante: Ana Maria Roldão – Marketing em Museus

O curso abordará conceitos de Comunicação e Marketing, planejamento de Marketing, características do marketing mix (“5Ps”) e do composto de comunicação voltados para museus, comunicação
integrada de Marketing, modelos de gestão de museus brasileiros e estrangeiros apoiados nestas ferramentas: membership individual e de empresas, eventos especiais, relações públicas e publicidade, publicações, livrarias, lojas, design de produtos e restaurantes.

Palestrantes convidados: Hannah Drumond, gerente de Comunicação do MAR; Claudia Sterental
Altschuller, Assessora de Comunicação da Fundação Casa de Rui Barbosa/MinC e Tulio Mariante, designer, curador de design do MAM-RJ e dono das lojas do MAM-RJ e do MAR.

Aula com Ana Maria Roldão: Desenvolvimento de linhas de produtos para Museu Nacional de Belas Artes, Museu Imperial e MAR no Rio de Janeiro, Museu Emilio Goeldi em Belém e para o Instituto Português do Patrimônio Cultural em Lisboa.

Carga horária: 15h
Valor R$ 480,00

*Parcelado em até 3x no cartão ou pagamento a vista desconto de 15%

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Oportunidade: Curso Design de Carreira dia 06/11!

[vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/1″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]06, 07, 08, 13 e 22 de Novembro |  18:30h.
Profa. Martha Mangueira

O curso propõe oportunidade para o aprofundamento do autoconhecimento do aluno, visando elaboração do seu projeto de vida e plano de carreira. Amplia a visão sobre suas crenças disfuncionais, forças, fraquezas, ameaças, oportunidades, áreas da vida e competências específicas para a gestão cultural.

Carga horária: 15h
Valor: R$590,00

*Desconto de 50% para alunos ativos em um dos nossos cursos de Pós-Graduação ou MBA.

*Possibilidade de parcelamento em 2x no cartão

Inscrições pelo email: pecs@candidomendes.edu.br ou no telefone (21) 3543-6489[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Petrobras Sinfônica apresenta Thriller Sinfônico

[vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/1″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]

A Petrobras Sinfônica apresenta na Série Álbuns em 2017 o concerto Thriller Sinfônico, uma releitura do icônico disco do rei do pop, Michael Jackson, que completa 35 anos esse ano.

Com regência de Felipe Prazeres, farão parte do concerto as músicas:

  • Wanna Be Startin’ Somethin’
  • Baby Be Mine
  • The Girl Is Mine
  • Thriller
  • Beat It
  • Billie Jean
  • Human Nature
  • P.Y.T. (Pretty Young Thing)
  • The Lady In My Life

Este será o segundo concerto da Série Álbuns, que em fevereiro lotou casas de espetáculo pelo país com o projeto Ventura Sinfônico, em homenagem ao disco do Los Hermanos.

O evento será realizado no Theatro Municipal, dia 9 de Dezembro às 16h.

Ingressos à venda em: www.ingressorapido.com.br[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Fórum dos Festivais de Música (FFM) reúne produtores do Rio, Brasília e Ceará

[vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/1″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]

Fórum dos Festivais de Música (FFM) reúne produtores do Rio, Brasília e Ceará para analisar cenário dos eventos culturais no Brasil

A relevância cultural, econômica e social dos festivais de música ao redor do mundo é tema de estudos em universidades e política adotada em diversas metrópoles e cidades de médio porte no mundo. O mercado de shows no Brasil deve atingir US$ 211 milhões em 2020, de acordo com estudo da PwC. Esse impacto financeiro inclui os festivais de música, entre os quais megaeventos como o Rock in Rio, iniciativas de médio e pequeno porte e aqueles que já atingiram um status de grandes eventos em suas cidades, como o Ponto CE e o Porão do Rock.

Como o Brasil vê e estimula esse universo? É esse o tema principal do encontro Fórum dos Festivais de Música (FFM), que será realizado no dia 1/11 no auditório da Rádio 94FM / Roquette Pinto. Serão abordados tópicos como o mapeamento do Impacto Econômico dos Festivais de Música no Brasil, a realidade dos festivais no Rio de Janeiro, Brasília e Ceará e como foi o processo de elaboração e viabilização do Rio Art Mix, que acontece no Vivo Rio, no dias 2 e 3 de novembro.

Como o Rio de Janeiro se posiciona nesse mercado dos festivais de porte médio? Por que a cidade e o Estado que sempre figuraram como vitrine para bandas e artistas solo de diversos gêneros no Brasil têm um calendário com raros eventos com caráter de festival que reúnem mais de 10 mil pessoas?

Para debater esse tema o potencial e os gargalos para o segmento dos Festivais de Música no Brasil  a Coordenação de Música da Secretaria de Estado de Cultura receberá Gustavo Sá, do Porão do Rock (Brasília), Maurílio Lima, do Ponto CE (Ceará), Julianna Sá, jornalista e produtora que organiza o Festival Circuladô (Rio de Janeiro). O encontro terá mediação de Karen Keldani, coordenadora de música na Superintendência de Artes da Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro.


Fórum dos Festivais de Música (FFM)

Dia 1/11 – quarta-feira – das 16h30 às 18h30

Espaço sujeito a lotação. Abertura às 16h. Classificação livre.
Local: Auditório da Rádio 94FM/ Roquette Pinto (Secretaria de Estado de Cultura)

AvErasmo Braga 118 – 11º andar. Centro. Exigida identificação com documento com foto na recepção.

Público-alvo: músicos, produtores, gestores de festivais e palcos, estudantes e profissionais da cadeia produtiva da música, do turismo, comunicação, marketing e eventos

 

Mesa de debate

Gustavo Sá, Porão do Rock (Brasília)
Maurílio Lima, PONTO CE (Ceará)
Julianna Sá, Circuladô (Rio de Janeiro)
Karen Keldani, Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro (mediação)

Temas para o debate

·         Experiência e Impacto Econômico dos Festivais de Música no Brasil

·         A realidade dos festivais no Rio de Janeiro, Brasília e Ceará

·         O processo de viabilização do Rio Art Mix

Realização: Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro

Apoio: Rio Art Mix, Porão do Rock, Ponto CE e Rádio Roquette Pinto ? 94 FM

Faça seu cadastro no ELOS e participe da rede da música no RJ
http://www.cultura.rj.gov.br/elos

 

Mais palcos. Mais oportunidades. Mais música.

 

Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro
Superintendência de Artes
21 2216.8500 ramal 341

Fonte[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Evento Dialogue Café nessa quinta 26/10

[vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/1″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]GLOBAL EXCHANGE OF CRAFT MAKERS CYCLE

Desenvolvimento e sustentabilidade dos negócios. Estratégias de fortalecimento e a internacionalização do business. Como desenvolver projetos na imersão do mercado competitivo?

Próxima quinta-feira o nosso encontro é sobre ‘Os Desafios do Business e a Internacionalização dos Negócios’. Além das palestrantes brasileiras, nos conectaremos com:

Dialogue Café Evora
– E- business, Eng.º Fernando Oliveira, DECSIS Systems Integration

Dialogue Café Lisboa
– Business Development, Afonso Fontoura, IES-Social Business School
– Internationalisation and Global Markets, Dra. Iara Martins, Portuguese Trade and Investment Agency, AICEP Portugal Global

Dialogue Café Novi Pazar
– Makers challenges are shared, Amra Bojadzic, Founder of Think Shiny
– Sharing good practices, Dzemila Krusevljanin, SEDA-Regional Development Agency

Evento gratuito, aberto ao público e com emissão de certificados.

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

XXII Bienal de Música Brasileira Contemporânea começa nesta segunda-feira, no Rio de Janeiro

[vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/1″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]

20.10.17
Começa nesta segunda-feira (23) a 22ª edição da Bienal de Música Brasileira Contemporânea, promovida pela Fundação Nacional de Artes (Funarte), instituição vinculada ao Ministério da Cultura (MinC). Até o dia 29 de outubro, 61 apresentações inéditas – 15 de compositores convidados e 46 selecionadas pelo Prêmio Funarte de Composição Clássica 2016 – tomarão conta dos palcos do Theatro Municipal do Rio de Janeiro (noite de abertura) e da Sala Cecília Meirelles (demais dias). Os concertos serão às 19 horas, exceto no encerramento, marcado para as 17 horas.

Realizada em parceria com a Academia Brasileira de Música, a edição deste ano da Bienal de Música Brasileira Contemporânea homenageia, in memoriam, os compositores Sergio Roberto de Oliveira (1970/2017) e Olivier Toni (1926/2017) e o embaixador Vasco Mariz (1921/2017), historiador, musicólogo e pesquisador da música brasileira. Uma homenagem especial será feita a Flávio Silva, musicólogo da Academia Brasileira de Música com atuação decisiva para a realização de várias edições da Bienal.

Na abertura do evento, segunda-feira a partir das 19 horas, haverá concerto com a Orquestra Sinfônica Nacional da Universidade Federal Fluminense (UFF), regida pelo maestro Tobias Volkmann. Serão apresentadas obras de Ernani Aguiar, Ronaldo Miranda, Liduíno Pitombeira, Paulo Costa Lima, Eli-Eri Moura e Marlos Nobre.

O objetivo da Bienal é refletir e estimular todas as manifestações da música brasileira de concerto contemporânea, em sua diversidade estética, de linguagens, meios e formações. Estão presentes obras de vários estilos, desde a música orquestral à eletroacústica, em múltiplas combinações.

Serviço

XXII Bienal de Música Brasileira Contemporânea
De 23 a 29 de outubro, às 19 horas (exceto dia 29, que será às 17 horas)
Local: 23 (Theatro Municipal do Rio de Janeiro) | 24 a 29 (Sala Cecília Meirelles)

 

Theatro Municipal do Rio de Janeiro

Praça Floriano, S/N – Centro, Rio de Janeiro (RJ)
(21) 2332 9191

 

Sala Cecília Meireles

Rua da Lapa, 47 – Lapa, Rio de Janeiro (RJ)
(21) 2332 9223

 

Ingressos

Theatro Municipal
Frisa e camarote = R$ 30,00 e R$ 15,00 (meia para estudantes e idosos)
Plateia e balcão nobre = R$ 30,00 e R$ 15,00 (meia para estudantes e idosos)
Balcão superior = R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia para estudantes e idosos)
Galeria = R$ 10,00 e R$ 5,00 (meia para estudantes e idosos)
Sala Cecília Meireles
R$ 10,00 e R$ 5,00 (meia para estudantes e idosos)

Assessoria de Comunicação

Ministério da Cultura

Confira a programação completa

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Ibram divulga o tema da 16ª Semana de Museus

[vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/1″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]

23.10.17

Museus hiperconectados: novas abordagens, novos públicos é o tema da 16ª Semana de Museus, coordenada pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), que será realizada entre os dias 14 e 20 de maio de 2018. O objetivo do evento é valorizar espaços de memória e cultura no país, aprimorar a relação dos museus com a sociedade e ampliar o público visitante. O tema foi escolhido pelo Conselho Internacional de Museus (Icom).

Para o presidente do Ibram, Marcelo Araujo, a Semana de Museus “é um momento privilegiado de divulgação, reflexão e visibilidade para os museus brasileiros”, que contribui para o reconhecimento “da importância e do papel dos museus na contemporaneidade”.

Em 2017, foram realizados 3.079 eventos em todo o Brasil durante a 15ª Semana de Museus, cujo tema foi Museus e histórias controversas: dizer o indizível em museus. Participaram 1.070 instituições de 26 estados. Veja os números de todas as edições (2003-2017).

Para a edição de 2018, museus, espaços de memória e centros culturais brasileiros poderão inscrever atividades, como exposições, shows, palestras etc., na página de eventos do Ibram a partir da segunda quinzena de novembro de 2017.

As datas de início e término de inscrições, assim como o formulário online, serão divulgadas nas próximas semanas. Dúvidas e outras questões relacionadas à Semana de Museus podem ser enviadas para o endereço eletrônico semana@museus.gov.br ou esclarecidas pelos telefones (61) 3521.4142/4135.

Instituto Brasileiro de Museus (Ibram)

Ministério da Cultura

Fonte

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

MinC promove seminário sobre Núcleos de Produção Digital

[vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/1″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]

19.10.17

O Ministério da Cultura (MinC), por meio da Secretaria do Audiovisual (SAv), promove, em parceria com o Instituto Federal de Goiás, o I Seminário Cinema: Formação em Rede, que reunirá representantes de todos os Núcleos de Produção Digital (NPDs) do País.

Durante o evento, que será realizado de 17 a 19 de novembro deste ano, em Goiânia, o instituto apresentará uma mostra de curtas-metragens. Os interessados em participar da mostra podem se inscrever neste linkConfira o edital.

Os Núcleos de Produção Digital compõem o Programa Olhar Brasil, reativado neste ano pelo MinC. O projeto consiste em entregar kits com equipamentos de produção audiovisual nas diversas regiões do País. É uma política pública de formação, produção, difusão e regionalização do audiovisual.

Com a retomada do programa, o Ministério da Cultura estabelece um novo pacto com o setor audiovisual, incentivando o empoderamento local, a descentralização, a democratização e governança compartilhada da política pública. Além do tradicional mercado de filmes de longa-metragem e de curta-metragem, os criadores do audiovisual passaram também a pensar em produções organizadas para novas plataformas, como internet e celulares, entre outros.

Cada NPD recebe equipamentos de produção e edição audiovisual digital. O Núcleo deve funcionar como um centro de qualificação e de produção não comercial, fortalecendo a cadeia produtiva local. O NPD deve ser um multiplicador de conhecimento, promovendo cursos, oficinas e palestras de aperfeiçoamento técnico para a comunidade.

Até o momento, o MinC firmou parceria para a entrega de NPDs em 10 unidades da Federação: Rio de Janeiro (com duas unidades), Sergipe, Paraná (também com duas unidades), Alagoas, Paraíba, Pará, Rio Grande do Sul, Amapá, Distrito Federal e Maranhão.

A Secretaria do Audiovisual está desenvolvendo um novo portal para formação de uma rede dos NPDs. A expectativa é que, com o portal, os NPDs passem a compartilhar experiências e conteúdos entre si. Além disso, será uma ferramenta de acompanhamento e aproximação entre a Secretaria do Audiovisual e os Núcleos. Durante o Seminário, haverá uma apresentação dessas ferramentas.

Assessoria de Comunicação

Ministério da Cultura

Fonte

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Museus brasileiros receberam 28 milhões de visitantes em 2016

[vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/1″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]

11.10.17

Os museus brasileiros receberam, em 2016, cerca de 28,7 milhões de visitantes, segundo levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), instituição vinculada ao Ministério da Cultura (MinC). A pesquisa foi feita com 920 instituições por meio da aplicação do Formulário de Visitação Anual (FVA). Confira os resultados na íntegra.

 Previsto pelo do Decreto 8.124/2013, FVA visa recolher dados sobre a frequência de público aos museus brasileiros e faz parte do projeto Museus&Público. As informações são estratégicas para o desenvolvimento do setor de museus, pois além de indicar a necessidade de adequação dos serviços oferecidos, possibilita o monitoramento de diretrizes, estratégias, ações e metas estabelecidas em políticas públicas para o setor.

Para Rafaela Gueiros de Lima, da Coordenação-Geral de Sistemas de Informações Museais  do Ibram, a análise das informações sobre o fluxo de visitação pode subsidiar a formação de parcerias regionais para a criação de roteiros culturais, por exemplo.

Esta foi a terceira vez que o Instituto Brasileiro de Museus aplicou o Formulário de Visitação Anual. O FVA 2017 será aplicado de 1º de fevereiro a 30 de abril de 2018. Conheça os resultados das edições anteriores.

Instituto Brasileiro de Museus

Ministério da Cultura

Fonte

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Prorrogação da Lei do Audiovisual é aprovada por comissão especial

[vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/1″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]

10.10.17

A comissão especial da Medida Provisória 796 aprovou, nesta terça-feira (10), o projeto de lei que prorroga, até dezembro de 2019, os mecanismos de incentivo fiscal da Lei do Audiovisual e o Recine (regime especial de tributação para importação de equipamentos de exibição). O projeto de lei de conversão, apresentado pela senadora Marta Suplicy (PMDB-SP), relatora da comissão especial, precisa ser votado pela Câmara e pelo Senado, antes da sanção presidencial.

O texto aprovado pelos parlamentares aumenta de R$ 3 milhões para R$ 6 milhões os limites para usar os mecanismos de fomento do setor. Outra emenda aprovada foi a inclusão do setor de games na Lei do Audiovisual. Essas emendas foram articuladas pelo Ministério da Cultura.

“Tanto o Recine quanto os mecanismos previstos na Lei do Audiovisual têm-se mostrado muito eficientes ao promover o fortalecimento da economia da cultura no País, resgatando nossa vocação para a produção cinematográfica”, afirmou a senadora Marta Suplicy.

A renúncia fiscal decorrente dos mecanismos da Lei do Audiovisual é de R$ 90 milhões ao ano. Já o impacto do Recine é de R$ 10,7 milhões ao ano. Entre 2012 e 2016, 1.036 salas de cinema foram implantadas no país, quase todas com projetos beneficiados pelo Recine.


Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura
Fonte

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]