Apagão na Cultura do Rio: secretaria estadual não aplica orçamento disponível

No orçamento do estado para 2019, o programa Estímulo à Produção Cultural no Território, criado para manter tradições populares pelo estado afora, contava com R$ 3,49 milhões para investimentos.

Grafite de Márcio SWK no morro dos prazeres

A Secretaria de Cultura, porém, não chegou a empenhar nem 5% desse total até o último dia 24. Apenas R$ 153 mil, insuficientes para apoiar míseros três pontos de cultura durante um ano.

Em 2018 — também um ano de crise — pelo menos 14 pontos receberam R$ 60 mil cada.

Na pobreza

Estudo feito pelo gabinete do deputado Eliomar Coelho (PSOL), presidente da Comissão de Cultura da Assembleia, revela que os gastos com difusão cultural do governo Wilson Witzel (PSC) despencaram — ainda que o antecessor também não tenha sido especialmente atencioso com a área.

Leandro Monteiro, secretário de Pezão e Dornelles, gastou R$ 3,8 milhões dos R$ 25,5 milhões destinados em 2018.

Ruan Lira, porém, apertou ainda mais o cinto e só aplicou R$ 768 mil — ou seja, 2% do dindim disponível.

Em resposta à nota, o ex-secretário Leandro Monteiro afirma que o orçamento para os pontos de cultura era de R$ 7 milhões. Porém, só foi possível investir pouco mais de 50% porque nem todos os centros estavam com a documentação em dia.

Por Aline Macedo e Berenice Seara

Fonte:
https://extra.globo.com/noticias/extra-extra/apagao-na-cultura-do-rio-secretaria-estadual-nao-aplica-orcamento-disponivel-24113847.html

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *