Rio de Janeiro ganha museu virtual!

Rio de Janeiro ganha museu virtual

Um museu totalmente virtual que recorta parte da história do Rio de Janeiro através de duas galerias, Rio Desaparecido e Rio de Sons. Será inaugurado no dia 28 de agosto, em evento no Campus Estácio Centro I – unidade Presidente Vargas – que fica na Av. Presidente Vargas, 642, 9º andar — das 19h às 21h. Com a participação dos historiadores Rafael da Cruz e Antonio Edmilson Martins, responsáveis pelo conteúdo do site, e Rodrigo Rainha, professor da Estácio e curador do Rolé Carioca.

Um museu digital, lúdico e interativo

O Museu Rio Memórias também conta com um chatbot, assistente virtual para interação com os visitantes na página do projeto no Facebook. Esta ferramenta foi construída através de trilhas de conhecimento, cuja curadoria (feita pela equipe de pesquisa) compilou diversos conteúdos didáticos sobre a história da cidade.

Desta forma, o usuário será remetido prioritariamente a conteúdos próprios do museu virtual, bem como a outros conteúdos da Internet, conforme seleção da curadoria e parcerias. A ferramenta ampliará a possibilidade de interação com o público e divulgará, de forma atrativa, o conteúdo do site.

Também facilitará o uso da plataforma por parte de educadores e usuários em geral, instigando a curiosidade de quem interagir com o aplicativo e direcionando as pessoas para temas e conteúdos específicos do acervo.

“Esse museu nasce digital, de forma lúdica e interativa, e estreia também já se reinventando e buscando conexões com o agora. Nosso chatbot é um dos primeiros no Brasil vinculados à esse propósito museal. Queremos conversar com os jovens e entender melhor quais camadas geram identificação e interesse. E para a Baluarte Cultura faz muito sentido desenvolver um projeto que valoriza nosso passado nos ajudando a refletir sobre qual futuro queremos viver. Pensar nas próximas gerações faz parte de nossa missão, enquanto empresa que busca gerar impactos positivos e um mundo melhor.”, completa Brandão.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *